office-620817_1920

3 Tendências do Ecommerce para 2021

ECOMMERCE FORTALECIDO

As vendas online continuarão fortalecidas em 2021, levando em consideração a mudança no hábito de consumo dos consumidores.

Muitos clientes que antes não tinham costume de comprar pela internet e tinham um certo receio, descobriram ao longo de 2020, a comodidade e facilidade que é comprar online!

Dados divulgados pela Ebit| Nielsen apontam que no Brasil, o faturamento no primeiro semestre de 2020 teve um aumento de 47% em relação ao mesmo período de 2019.

Mesmo com as pessoas perdendo o medo de sair de casa e voltando a normalidade, as vendas online ainda vão ficar em alta, como a nova e mais prática de se fazer compras, o que também vai fortalecer o Live Commerce.

Segundo especialistas de mercado, essa estratégia pode estourar em 2020, e por mais que estejamos 5 cinco anos atrás do mercado chinês nesse sentido, temos um ambiente favorável para seu sucesso.

A China movimentou cerca de 60 bilhões de dólares em 2019 e as projeções para 2020 são de cerca de 170 bilhões de dólares segundo a IResearch.

Aqui no Brasil o Live Commerce seria como uma inovação do antigo canal de vendas Shoptime por exemplo, só que agora usando smartphones e com a possibilidade do cliente curtir, comentar, compartilhar e é claro, comprar!

E nesse nova tendência, os influenciadores digitais terão papéis importantes para a decisão de compra do cliente.

FORTALECIMENTO DO MARKETPLACE

É quase que um crime não perceber a grande evolução que os marketplaces tiveram nos últimos anos, principalmente em 2020!

Muitos pequenos comerciantes começaram a vender seus produtos/serviços nesses grandes shoppings online, fortalecendo ainda mais seus nomes.

A universalização da internet fez com que empresas como a Amazon, Magazine Luiza, B2W e Mercado Livre investissem pesado em tecnologias, infraestrutura, logística e outros… O que resultou na valorização do mercado.

Segundo a Ebit|Nielsen a participação dos marketplaces no faturamento do ecommerce foi de 78% contra 56% do ano anterior, isso apenas nos 6 primeiros meses.

OMNICHANNEL

Omni, do latim “tudo” e Channel, “canal” é uma estratégia que mistura vários meios de compra em uma única experiência.

O consumidor não percebe que está passando por diversos canais até o fechamento da compra.

Segundo Shirlei Camargo, professora de gestão comercial, a pandemia do Covid-19 acelerou e muito o comércio eletrônico e fez com que pessoas que nunca tinham comprado online, realizassem suas primeiras compras.

E quem são essas pessoas?

Em sua maioridade pessoas com maior idade, acostumadas a comprar pelo método tradicional de varejo, indo na loja, pegando o produto, experimentando e levando-o pra casa.

E isso acaba reforçando um dos principais lados negativos do Ecommerce… a falta de contato com a mercadoria!

A estratégia Omnichannel consegue driblar esse lado negativo, afinal o cliente pode comprar pela internet e retirar seu produto em uma loja física, porque seus dados estão em um sistema único.

Para finalizar, é fato que 2021 será um ano bem desafiador e com algumas incertezas, mas ainda estaremos lutando para permanecermos firmes.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de dar um feedback pra gente!
Quer começar o seu Ecommerce mas não sabe como? Venha bater um papo com a gente!
Equipe Just

hand-5801573_1920

Dezembro Chegou, Hora de Começar seu Planejamento para 2021!

Novo ano, novas metas e novas visões! Hora de fazer seu planejamento para 2021!!!

2021 já está aí batendo na porta e já está na hora de começar a traçar novos caminhos para o seu negócio nesse novo ano que se inicia.

Com novos 5,7 milhões de novos usuários, só no primeiro trimestre de 2020, segundo a Neotrust, o Ecommerce deve ter mais aumentos no ano que vem e você precisa estar preparado pra tudo o que vier!

PLANEJAMENTO

Tire uns dias do mês de dezembro para fazer o seu planejamento 2021. Leve em consideração todas as mudanças desse ano e acompanhe as previsões que os especialistas andam fazendo.

CALENDÁRIO DO ECOMMERCE

Tenha um calendário com as principais datas para 2021, assim você consegue se situar e já começar em campanhas para essas datas.

REVEJA SUAS ESTRATÉGIAS

Se algo não deu certo esse ano não tem um porque você manter isso né? Afinal, novo ano, novas visões!
Esse é o momento para arriscar novas ideias, claro, dentro do que funciona e respirar novos ares.

RECICLAGEM DE IDEIAS

Planilha e mouse na mão!!!

Faça um top 20 dos melhores conteúdos do ano e extraia tudo de mais interessante deles, teste novos formatos, novas formas, dê uma repaginada nesses conteúdos que deram certo.

Só fazendo isso você já vai conseguir ótimos conteúdos para algumas semanas, porque afinal, a gente fica meio bugado pós festas de final de ano não é mesmo?

EQUIPE

A sua equipe é quem te ajuda a dar vida ao negócio, então nada mais justo do que reuni-los e ouví-los!

Sente com sua equipe e reveja toda a trajetória deles naquele ano, comente os pontos positivos e negativos, veja o que dá pra melhorar e o que dá pra mudar! Comece seu 2021 com um equipe totalmente replanejada.

E além disso você ainda vai poder ouvir ideias, já pensou se uma delas é a ideia de ouro do ano?

Se você quer saber como replanejar e começar o ano com uma equipe 100%, acesse o nosso blog, preparamos um artigo fresquinho pra você!

ESTIPULE METAS E OBJETIVOS

Além do seu planejamento para o ano, faça novas metas e revitalize aquelas que você ainda não conseguiu cumprir!

As metas funcionam como o combustível da sua empresa, sem elas você não sabe onde quer chegar, e se você não sabe onde quer chegar você não age, ou não age o suficiente!

Faça metas tanto da empresa como profissional, porque quando você evolui, sua empresa evolui junto. 2020 foi um ano difícil, cheio de adaptações e incertezas e o que nos resta é acreditar que o próximo ano vai ser melhor.

Por isso, não desista! Não desanime! Esse ano pode ter sido ruim pra você, mas tu é um profissional foda e que vai sim conseguir dar a volta por cima!

Ansioso pra 2021?
Manda uma mensagem lá no nosso direct do Instagram, “Rumo a 2021” e comenta o que você achou dessas dicas!

Equipe Just

bookkeeper-1016299_1920

5 Etapas Administrativas do seu Ecommerce

Administração do seu Ecommerce!!

Catalogação dos produtos

Cada vez mais os usuários buscam por facilidade na hora de comprar, então tenha certeza de que seus produtos estão dispostos e organizados de forma intuitiva para seu cliente.

O uso de categorias é super eficiente e muda toda a dinâmica de compra, assim como a disposição dos produtos na página. Produtos colocados estrategicamente aos olhos do cliente podem levá-lo a fazer mais compras.

Outro detalhe da catalogação no seu Ecommerce é o produto individual! Seu produto está sendo apresentado de forma correta? Seu cliente vai entender só de bater o olho do que se trata? Tem informações suficientes?

Todos esses detalhes transformam totalmente a experiência de compra do cliente bem como suas vendas.

Meios de pagamento

Talvez seja a coisa mais importante de toda a administração do seu Ecommerce, afinal, sem pagamento, sem dinheiro.

Avaliar o seu público e seu produto vai te ajudar a decidir os meios de pagamento, por exemplo, se seu público for classe média baixa é legal disponibilizar a opção de boleto bancário e se seu produto cobrar mensalidade, é importante que sua loja tenha uma ferramenta para analisar esses pagamentos recorrentes.

As lojas online vem cada vez mais oferecendo uma cartela bem vasta de opções para pagamento, boletos, cartões de débito e crédito, carteiras virtuais.

Isso com certeza é um atrativo a mais para seu negócio, seu cliente vai adorar poder escolher qual a melhor forma de pagar.

Sistema de gestão

Mais organização e menos dor de cabeça! É disso que você precisa?
Imagina você perder seu sábado de descanso fazendo balanços, relatórios e tudo mais? Aterrorizante não acha?

É por isso que você precisa ter uma ferramenta de gestão integrada a sua loja, esse tipo de ferramenta integra todas as áreas do seu negócio, como as vendas, fluxo de caixa, impostos e vários outros.

Esse tipo de ferramenta é importante para facilitar e otimizar seu negócio.

E a logística?

Não tem nada mais frustrante para um consumidor do que comprar um produto e ele não andar no site de rastreio não é mesmo?

A demora na entrega das encomendas é uma das maiores reclamações no comércio online e se atentar a isso pode te garantir bons frutos.

Não adianta ser ótimo no pré-venda e ser horrível no pós-venda! A entrega do produto é uma das principais responsabilidades de um Ecommerce, por isso estude e pesquise bastante antes de decidir com qual meio de entrega você vai trabalhar e fique sempre atento aos comentários!

Se você perceber uma insatisfação por parte dos clientes, procure formas de melhoria…

Inovações

Uma das principais características que um empreendedor precisa ter é “mente aberta”, afinal, a internet e o comércio eletrônico estão em constante mudança e não se adequar a essa evolução pode ser a cova do seu negócio!

Esteja atento as mudanças, tanto tecnológicas quanto comportamentais, um exemplo claro disso é o grande crescimento de compra por smartphones.

Segundo a PwC, em 2019 o percentual de usuários que compram pelos smartphone foi de 15% para 50%, é um aumento significativo e registra uma mudança de consumo por parte das pessoas.

E isso reflete nas mudanças nos sites de toda a internet, o uso de sites responsivos ou modelos criados apenas para o mobile é muito mais comum e importante do que antes.

São nesses casos que você precisa ter mente aberta, pesquise tendências, procure o que está em alta e avalie o que você pode mudar e melhorar.

Quer conferir mais dicas sobre a administração de um ecommerce? Nos siga no Instagram! Sempre estamos por lá.

Equipe Just

laptop-1035345_1920

Porque Investir em um Ecommerce?

Talvez você se pergunte: Mas porque investir em um Ecommerce?
Mas a real pergunta é:

Porque não investir em um Ecommerce?

As redes sociais vem ficando saturadas com o passar do tempo, é normal, todos os anos surgem novas atualizações e novos interesses por parte dos usuários, e por mais que 57% da população mundial tenha conta em alguma delas, ainda não é 100% né?
E é aí que entra o Google!!

O Google é a maior rede de busca do planeta!

Tem  alguma dúvida? Pesquisa no Google!!

Quer aprender algo novo? Pesquisa no Google!!

Quer descobrir um lugar novo para ir jantar? Pesquisa no Google!!

E com as compras funciona da mesma forma!
Quer comprar algo sem sair da sua casa e com a facilidade que só a internet oferece? Pesquisa no Google!

Basta a pessoa digitar o que ela quer e centenas de resultados vão aparecer bem ali, na palma da mão. Dos mais variados preços, estados e lojas.
E não é que você deva abandonar as redes sociais, muito pelo contrário!

Você aí do outro lado deve saber muito bem o poder que esses simples aplicativos tem!

As redes sociais são o principal canal de relacionamento com o cliente, é ali que ele vai te conhecer e criar laços com você e com sua marca.
Usar as redes sociais para qualificar os diferentes cliente do funil de vendas vai te proporcionar mais ganho de tempo.

Afinal, com um simples botão a pessoa é direcionada e poderá fechar a sua compra de forma fácil, rápida e acima de tudo! Segura!!

Por isso a Era Multicanal é importante, você pode e deve usar de todos os benefícios dos seus canais de comunicação, atingindo assim mais pessoas e realizando mais vendas.

No Brasil, o Ecommerce teve um aumento de faturamento de 47% no primeiro semestre de 2020 em comparação com o mesmo período em 2019 segundo o Ebit/Nilsen.

É o maior aumento em 20 anos, e tudo se deve as mudanças nos hábitos de consumo das pessoas. Se antes já era real, agora é mais real ainda… Empresas que não se adequarem as mudanças vão quebrar!

E não é isso que você quer não é mesmo?

Usar os recursos que a internet te proporciona é a melhor escolha que você pode fazer! Quanto mais preparado você estiver nos próximos anos, melhor!

Além disso, ter um Ecommerce vai te permitir fazer anúncios pelo Google e SEO, que feito da forma certa são os melhores investimentos que você pode fazer.

Outras de suas inúmeras vantagens são a organização e facilidade nas vendas, quanto pra você quanto para o seu cliente, abordagem de vários tipos de conteúdo, rapidez e baixo custo!

E cuidado!

Baixo custo não quer dizer custo 0!
Ecommerce está longe de ser barato e acessível para qualquer um a todo momento. É um investimento como qualquer outro, só que com chances bem maiores de sucesso e prosperidade.

E só pra lembrar, ecommerce é bem mais barato do que uma loja física!
Então se você está pensando em abrir outra loja ou até mesmo aumentar o espaço que já tem, entre em contato com a gente e peça um orçamento detalhado, a Just tem uma equipe pronta pra te atender.
Com certeza você não vai se arrepender!

Eae, curtiu o conteúdo? Então deixa um comentário!! Estamos sempre de olho.
Siga a Just nas redes sociais!
Insta
Facebook

computer-767776_1920

Você Sabe o que é o CAC?

Muito presente no universo do comércio eletrônico, o CAC ou Custo de Aquisição de Clientes é uma métrica que relaciona o valor do investimento em marketing e o número de novos clientes.

Essa métrica te permite saber quanto cada novo cliente te custou, ou seja, quanto menores forem os números de investimento mais lucro você vai ter.

Você já sabe o que é o CAC, então agora é hora de aprender a calculá-lo!!

Primeiro desconsidere todas as áreas da empresa que não estão ligadas diretamente a aquisição de novos clientes e separe o período em que você vai colher os dados.

Identifique todos os gastos que você teve com marketing nesse período, como salários, ferramentas, anúncios, eventos e tudo que estiver ligado com a exposição e apresentação do seu produto e some com todas as despesas de vendas, como viagens, ferramentas, comissões, salários, infraestrutura e outros que auxiliem no processo das vendas da empresa.

O resultado dessa soma precisa ser dividido pelo total de novos clientes do período.

De uma maneira mais dinâmica:

Gastos com marketing + Gastos com vendas
_____________________________________

Total de novos clientes

Com base nesses dados você pode ter um direcionamento para diminuir seu CAC, e consequentemente aumentar sua lucratividade.

5 importantes pilares para isso são:

-ter um bom planejamento
-investir em conteúdos
-continuar mantendo uma relação com o cliente
-ter um bom pós-venda
-segmentar seu público

Essa métrica é usada por quem utiliza o Google Ads, Facebook Ads ou outro meio de anúncios, afinal, ela é usada para o cálculo de investimento, para saber quanto está custando cada cliente e o que pode ser feito para reduzir esses valores.
Quer saber mais sobre o Google Ads? Confira esse artigo “Google Ads, vem entender como essa ferramenta funciona” e descubra mais sobre essa poderosa ferramenta!!

Se gostou desse conteúdo, deixe um comentário!!


lean-startup-2230822_1920

MVP e a Validação de Mercado…

Você sabe a importância da validação de mercado?
Ideias podem surgir todos os dias o tempo todo, mas nem todas são interessantes o suficiente para entrarem no mercado, e muitas das vezes essas ideias são colocadas em prática e mesmo com todo o esforço do marketing, ela pode não te render frutos tão bons…

É por isso que existem modelos de validação que te mostram quais ideias são realmente boas e que merecem seu investimento e energia, e um deles é o MVP!!! Vem conhecer…


MVP

MVP ou Produto Mínimo Viável é uma versão simplificada de um produto, que permite ao empreendedor a apresentação de uma versão de seu produto com funcionalidades mínimas para testar o encaixe dele no mercado, fazendo assim então a validação.

Segundo Sulivan Santiago, líder da área de tecnologia da ACE em São Paulo: “A ideia do MVP é que você aprenda o mais rápido possível qual o produto ideal para seu cliente. Não interessa se ele está fazendo isso de forma manual ou da mais tecnológica possível.

O ponto mais importante é se ele entrega valor ou não”

Então por mais que seja uma versão reduzida e com menos funcionalidades, ela tem que entregar a solução para a dor do cliente, além de um grande valor que os convença que esse produto tem sim potencial no mercado.

Grandes marcas hoje só existem porque já foram MVP’s, um exemplo disso é o Facebook, sim, a maior rede social do mundo foi testada por Zuckerberg na Universidade de Harvard.

Outras grandes marcas já tentaram aumentar seu mix de produtos, e a não validação pode ter sido uma das causas do não sucesso dos novos produtos, como o cardápio de pizzas do Mc’Donalds ou a linha de roupas de baixo da BIC.


Algumas das melhores vantagens no desenvolvimento de um MVP são a redução dos fatores de risco se a resposta dos consumidores for negativa, afinal, o MVP é feito com bem menos recursos e leva muito menos tempo para ficar pronto, acelerando a fase dos testes.

Além permitir um contato mais próximo com o cliente, possibilitando ao empreendedor entender como o consumidor se comporta, e a percepção de possíveis falhas ou melhorias no produto final.

Esse modelo de validação é pouco explorado pelos empreendedores brasileiros, levando-os a investir rios de dinheiro em uma ideia, que para eles vai revolucionar o mercado.

Mas no final ela não parece tão revolucionária assim e acaba não sendo bem aceita pelos consumidores, despertando um sentimento de frustração e até uma possível falência, já que ele gastou dinheiro, tempo e energia naquilo.

Agora que você já sabe a importância das MVP’s, vamos aprender a desenvolver uma?

Equipe->

Tenha uma boa equipe ao seu lado, com profissionais capacitados na área da tecnologia que possam fazer alterações e desenvolver melhorias.

Outro profissional que você precisa ter ao seu lado é alguém que manje muito de gestão financeira, para te orientar e selecionar o que é ou não viável.

Dor do cliente->

Entender seu cliente e as dores que ele tem é a base do desenvolvimento da sua MVP, afinal, como você vai dar uma solução para um problema que você não conhece?

Elabore um roteiro->

Faça um roteiro com todas os passos do projeto, desde as entrevistas até a parte de apresentação, isso vai te ajudar a não se perder e saber exatamente como ele está caminhando.

Outro ponto importante do seu roteiro também é a parte das observações, como falhas, possíveis melhorias, alguma funcionalidade que o cliente não entendeu e como fazer ele entender para ter a certeza que aquilo funciona etc…

Por em prática->

Essa é a parte que vai te dar a proximidade que você precisa com seu público, fazendo que você tenha insights e realmente entenda o que eles precisam e como precisam. A partir daí é só esperar e analisar, busque sempre a melhoria!!!!

Gostou?? Deixe um comentário!!
Ah, aproveita e segue a Just nas redes sociais, Face e Insta

bar-1846137_1920

Seu Público Procura Preço ou Valor?

Meu público quer preço ou valor? Você já se fez essa pergunta? Se não, comece a pensar nas possíveis respostas agora!!!

Essa é uma pergunta com uma resposta difícil, afinal, não dá pra se ter noção com base em achismos ou sem observação.

Você vai conseguir essa resposta observando mesmo, e isso leva um tempinho, ainda mais se for um negócio recente.

E para isso você pode estar observando coisas como:

-Seu cliente é um cliente que chora muito?
-O seu nicho tem muita ou pouca concorrência?
-Os sites dos seus concorrentes são bem enfeitados ou mais clean?
-De 10 clientes, quantos aceitam o preço tranquilamente?
-Você já recebeu algum comentário do tipo “fulano faz mais barato”?
-Você já ouviu alguém dizendo que você deveria cobrar mais caro?

Algumas dessas perguntas podem parecer bestas mas vão te dar uma orientação do tipo de cliente que você tem hoje.

O fato do cliente chorar demais diz muito sobre ele! Esse cliente com certeza não se interessa pelo quão atraente seja sua loja, ou o quão bonita seja seu site, por todo o investimento em treinamento, o que torna a recepção muito mais atrativa e melhor, e outras coisas que aplicam valor a sua empresa e demonstram mais sobre sua marca.

Esse consumidor só quer encontrar o preço mais baixo, mesmo que para isso tenha que enfrentar situações ruins no decorrer da compra.

E isso pode estar ligado ao tamanho do seu nicho de mercado, as lojas revendedoras de maquiagem por exemplo, existem várias e muitas delas conseguem clientes pelo baixo preço.

Mas cada vez mais o mercado vem se preenchendo com consumidores com mais senso crítico, esses são os clientes que escolhem onde vão comprar, com base em atendimento, lugar a até coisas simples como a entrega ou comunicação.

Já reparou que sites com estilo mais “clean”, sem muitos detalhes e com uma interface mais intuitiva e objetiva, são sempre remetidas a produtos caros? A Apple por exemplo, o site deles é super simples, com poucos botões e detalhes, porque a maioria dos clientes comprar por valor, por qualidade, e não por preço.

Agora em contra partida, abra o site do AliExpress e repare a quantidade de banners, botões e informações, é simplesmente lotado, e os clientes gostam disso.

Se você está começando a ter uma noção mais real do seu tipo de cliente, relembre e diga em voz alta, alguma vez já falaram que seu produto estava barato até demais? (sem qualquer tipo de promoção)…

Se a resposta for sim, isso é um grande indicativo que seu cliente quer valor e reconhece que aquilo deveria valer mais…. Vendedores de artesanato são um grande exemplo disso, porque seus clientes são pessoas que vão ter um apego pelo produto além de admirarem e valorizarem todo o esforço existente por trás.

Essas respostas podem variar bastante de nicho para nicho, até porque analisamos três tipos bem diferentes de produtos: Eletrônicos, maquiagem e artesanato. Só o tempo te dará essas respostas, e com base nelas vai ser mais fácil de traçar metas e desempenhar seu trabalho.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário!!
Siga a Just nas redes sociais! Facebook e Instagram
Just

ecommerce-3546296_1920

Passos Necessários Para Você Abrir o seu Ecommerce!!

Tá querendo abrir o seu Ecommerce mas não sabe por onde começar? Continue lendo que esse artigo é especialmente para você!!

Estudar o seu nicho

Já imaginou uma dona de um salão de beleza que não entende nada sobre cortes, tinturas e unhas? Ou um dono de uma oficina que não sabe nem dirigir?

É super necessário que você tenha conhecimento do ramo que você está entrando, para poder traçar metas e planejar coisas que sejam possíveis e viáveis dentro desse nicho. E a melhor forma de fazer isso?
Estudando!

Passe uns dias estudando sobre o seu nicho, seu produto, veja vídeos, leia na internet, acompanhe as redes sociais e os sites dos seus concorrentes, tanto marcas pequenas quanto os grandes nomes do mercado.

Consuma muito conteúdo estrangeiro também, porque lá você pode encontrar visões diferentes e inovações que você pode adequar para o mercado brasileiro.

Isso além de te dar mais conhecimento sobre seu mercado vai te nortear para a construção de estratégias, com base no que a concorrência faz, e que você pode melhorar ou transformar e o que ela não faz e que seria interessante para o cliente.

Encontrar bons fornecedores

Isso com certeza vai te tomar uns dias, além de muita pesquisa e tempo, afinal, estamos falando do produto que vai chegar ao seu cliente.

Primeiro defina qual como vai ser a produção do seu produto, se você vai produzir a produto final e vai precisar de matéria-prima, ou se os produtos virão prontos para a entrega. Só depois você vai começar a buscar pelos fornecedores.

Procure no Google, no Instagram, entre em contato com pessoas que possam te informar e passar contatos, mas não tenha preguiça de procurar! Nunca! Não saia fechando com o primeiro que te agradar, o mercado é imenso e as possibilidades também.

Segmentar o seu público-alvo

Após decidir abrir um negócio e já saber o que vai vender, você com certeza já tem uma boa noção de quem é seu público-alvo…

Mas o importante agora é segmentar esse público, e entender as diferentes necessidades das possíveis personas que se encontram ali, tenha consciência que nem todos que precisam em teoria do seu produto vão de fato comprá-lo, e é aí que cabe uma atenção especial.

Suponhamos que você tenha uma empresa que monta espelhos, janelas e portas de vidro, seu público-alvo até então pode ser qualquer pessoa, porém seu foco maior vão ser as lojas, empresas, escolas, salões de beleza e outros, que podem precisar dos seus serviços em uma maior escala, já os consumidores comuns, podem preferir portas de madeiras em casa no lugar de uma de vidro por exemplo.

E é aí que entra a estratégia do seu marketing, conquiste esses clientes em potencial que te darão um retorno maior, porque os outros interessados vão comprar de você também.

Marketing

Até então todos os passos anteriores contribuem de certa forma para o nosso próximo passo…É hora do marketing!!!
Não espere o seu Ecommerce estar no ar para começar a pensar no marketing, comece a planejar desde agora.

Muitas e muitas pessoas acham perca de tempo dar toda essa atenção para esse passo, mas o seu site não vai estar nas primeiras pesquisas do Google e nem receber diversas visitas por dia sem ele…ninguém conhece a sua loja, AINDA…!

Todo o estudo, conhecimento e análises que você fez até agora vão te ajudar a montar boas estratégias de marketing digital, tráfego e anúncios. E já comece a separar um dinheiro para tudo isso, pois os resultados orgânicos são possíveis de serem alcançados, mas demandam bastante tempo, visão e paciência.

Gostou?? Conta pra gente!
Acompanhe a Just pelas redes sociais! Facebook e Instagram!

Just Home

target-group-3460039_1920

Não Abra um Ecommerce Antes de Entender Seu Público-Alvo!!!!!

Você conhece bem seu público-alvo?

Essa é uma pergunta simples e que parece até besta, mas que muita gente esquece e ignora. Saber para quem você vende é até fácil se você analisa os relatórios dos seus canais de venda, mas conhecer realmente é bem diferente.

Saber suas dores, seus hábitos de consumo, o que eles consomem nas redes, seu padrão de vida e outras coisas te ajudarão na busca do aumento das suas vendas. Mas como vou fazer isso? Observando!!

Imagine a seguinte situação:

Você vende livros de receitas online, e seu público-alvo são na maioria mulheres que buscam receitas fáceis para cozinhar em seu dia-a-dia. Grande parte desse público são jovens que moram sozinhas e não sabem cozinhar, e querem aprender para justamente ter independência.

Mas você não sabe disso e não observa o comportamento delas, como comentários em suas postagens, que deixa mais evidente a idade e a personalidade apenas pelo tom de voz que elas usam, assim como comentários de indicação, respostas aos e-mails, e até a classificação.

Por causa disso você investe em uma edição com “receitas que te ajudarão na conquista do seu crush”, e faz um mega marketing em cima disso, bastante apelativo, porém, as suas clientes em potencial não gostam muito dessa abordagem e desistem de comprar o livro, achando assim, outra loja do seu interesse.

Tá vendo? Por falta de atenção você acaba perdendo clientes…

Não pense igual o vendedor, pense como se você fosse o cliente, porque é ele que vai te dar lucro.

Outro detalhe importante em relação a público-alvo é a consciência de que você não vai vender para todos os clientes que precisam desse produto.

Uma situação que te vai te ajudar a entender é a seguinte:

Leonardo tem uma empresa de cartuchos de impressora, logo seu público-alvo vão ser pessoas que fazem impressão. Fábio é aluno de uma faculdade e compra os cartuchos para imprimir suas apostilas, mas ele faz isso a cada semestre.

Seu marketing é voltado para esses estudantes, que também são seu público-alvo, mas não dão tanto retorno assim. No final de 1 ano de empresa Leonardo fechou as portas.
O que ele devia ter feito?

Lojas, escritórios, mercados… esses sim são grandes clientes em potencial, que como Fábio, precisam de tinta para impressão, mas em uma escala maior e de tempo regular, afinal são diversas impressões feitas todos os dias.

Não estou falando para você só vender cartuchos para lojas, mas pensar em estratégias que abordam todo mundo. Já ouviu aquela história de que “Se eu vendo para a classe A, a classe B também compra, mas se eu vendo para a classe B, a classe A não vai comprar”, é exatamente isso que acontece, se Leonardo tivesse feito marketing em cima da sua capacidade de venda para lojistas, Fábio iria comprar de qualquer forma, mesmo que seu marketing não seja direcionado diretamente para ele.

Entender essas pequenas coisas faz uma enorme diferença no fim do mês, porque você pode estar perdendo clientes fiéis por não observar que eles são seus clientes ou perder possíveis clientes por pensar muito dentro da caixa.

Já definiu seu público-alvo?? Conta pra gente!
Just

Acompanhe a Just no Instagram e Facebook!

freelancer-763730_1920

Marketing Digital e a Reciclagem de Ideias….

O marketing digital é uma das partes mais importantes na sua trajetória na gestão de uma loja virtual, mas também é um passo temido por muitos.

As pessoas desenvolvem um certo receio pelo fato de não se acharem criativas o suficiente, porque afinal, é necessário traçar todo um plano e criar conteúdos, o que exige sim, a criatividade. Mas ao contrário do que muitos acham qualquer pessoa pode criar coisas, basta estimular.

Passeios ao ar livre, andar sempre com um bloco de notas, se questionar e buscar conhecer coisas novas são alguns hábitos que estimulam a criatividade.

Em uma reunião de Brainstorm, é comum surgirem várias ideias para o mesmo tipo de nicho, ou ideias ditas ali que se encaixariam em outros projetos. Por isso é necessário fazer uma reciclagem!
Mas como fazer isso? É bem simples…

Em toda reunião para a coleta de ideias, deixe sempre alguém anotando tudo o que é dito, tudo mesmo! Mesmo aquelas ideias que não condizem com o briefing proposto…

O marketing digital é um emaranhado de coisas e pessoas, tudo pode ser reaproveitado!

Estimule a criatividade

Estimule seus colaboradores a falarem, a expor as ideias, mesmo que na cabeça deles sejam péssimas ou mirabolantes, é muito comum que sempre as mesmas pessoas deem ideias nesse tipo de reunião, o que pode te privar de ouvir ótimas sugestões. Tudo é muito bem vindo e pode ser reaproveitado.

A ideia do Alexandre pode ser muito boa, mas seria melhor aplicar em uma data comemorativa, assim como a ideia da Jéssica que é boa mas incompleta, porém com a ideia da Maju ela fica completa e extraordinária.

Além de reaproveitar ideias ditas em reunião é legal reaproveitar ideias já finalizadas e que tiveram um bom desempenho, extraia tudo daquilo que dá certo e vá testando novas coisas, assim você constrói uma fonte de ideias com água corrente.

Gostou? Deixe seu comentário!
Leia mais artigos sobre marketing digital e conheça nossos serviços nessa área!
Just